Arquivo da categoria: Devaneios

1,2,3 e….GRAVANDO!!

Hellooooo babies

To começando a superestimar minha vida e achar que vale biografia hahaha (Churchill, Mandela, Tchela #gostei). A segunda, aliás. A primeira foi um tanto quanto prematura, ainda aos 15.  O trabalho de escola tomou proporção e virou a razão do meu viver durante o período que compreende o escrever/ corrigir/sair da gráfica. Modéstia a parte, ficou MARA. Porém todavia, o papo aqui é outro… “Foca félhaaa, foca! ”

Um belo dia, to de bobeira em minha humilde residência e o telefone toca. O prefixo 021 me preocupa – confesso. Amo o Rio, mas juro que é presídio me ligando hahahaha!!! Não tenho muitos amigos na cidade e segundo a VISA, a periculosidade é alerta vermelho. Graças a Deus a turma de BANGU não tem meus contatos. Era do PROJAC. Quá morri !!! Converso até sozinha (alô John Nash!) e desinibida que só, desconfiava que acabaria no palco.

A coisa toda girava em torno do “Esquenta”, programa dominical apresentado pela Regina Casé. Divertidíssimo, deixa o “antes do almoço” muito mais  feliz. O tema “São João” tinha como objetivo retratar o interior do país. Seus costumes, seu povo, as mudanças que viveu. Inicialmente era só uma entrevista, pra fins de pesquisa. Tomou proporção, ora pois. Fui convidada pra gravar (lê outra vez: GRA-VAR). Putzzzzzz que máximo!!! A viagem pro Chile – a gravação seria pós feriado – foi rapidamente desmarcada e lá fui eu pro ERREJOTA. Tinha mais uma coisa: Zambon – ex-boss e amiga pra vida toda – tinha sido convidada também. Folia na certa.

Copacabana Palace com o amado, feriado in love. Na segunda, era dia de gravar. Acordei cedo, o motorista tava marcado pras 10 AM.  Deixei o hotel já com pinta de estrela hahahaha… sunglasses, look ótimo, pele feita. Aiii que maRRavilhaaaa!!! O Projac é longe até, lá em Jacarépagua. Podia ser no Paraguay, eu não ia reclamar. Era meu big day, vai!!!  Camarim, make e cabelo, troca de roupa e pronto: hora de gravar.

O estúdio é um GELO. Como a gravação demora horas (7 + ou -), não rola montar look sem casaco. Câmeras, luzes, MICROFONES (uhu) e meu coração palpitando. Desculpa aí se pra vc é normal. Pra mim, não é. Dia ímpar, inesquecível. E aquela estrutura dá um orgulho danado de ser brasileira, gente. Tudo funcionando pra que nossa amada novela entre no ar as 21h, a Ana Maria cedinho.. enfim, é  SENSACIONAL. Conheci ídolos de uma vida toda (Chitão e Xororó)morri de rir com Camilão e Maíra, fui entrevistada pela Casé (ela tem um domínio surreal daquilo tudo, uma presença de palco alucinante)  e dancei com o bonde da madrugada. Sim, desci a rampa com eles, ao som de “Vem com tudo”. Não é pra posteridade?? Contei de como amo ser caipira, de ter nascido onde nasci, do sotaque – motivo de piada em SP – e da vida aqui no countryside. Com tanto refletor e na frente de um ícone da TV brasileira – fui eu mesma.  O programa é editado, nem tudo que conversamos vai ao ar. A lembrança, no entanto, tá aqui comigo – E NA ÍNTEGRA.  Vamos as pictures???? Senta que hoje tá UM BAPHO !!!

(ps: qualidade de Iphone… sorry, mas não dava pra levar a câmera.)

***** PÕE NA AGENDA!! *****

QUANDO: 24/06 (domingo que vem)

HORA: 13h 12h30

ONDE: GLOBO

PESO: 5KG A MAIS QUE O USUAL (tv engorda MÓÓÓITO,melhor estilo #dinossauro fêmea) HAHAHA

Gostaram??? Quero commentssssss meninas :))

Chegada no projac + antes/depois

A gravação em si

No palco

Zambis 4EVER

Ídolos da vida inteira: os mais incríveis e os mais simples ao mesmo tempo… To mais fã agora

Tudo caipira_ Eu, Vinícius, João Bosco e Zambon

O mestre do samba, Arlindo Cruz

Camilão e Maíra_ pra rir 1 semana

Colocando a vida em dia…+ look de hoje

Amadinhassssss, cheguei do Rio!!

TANTA coisa pra contar…. virgem Maria!! Como fomos de dia dos namorados???  A tchurma que ainda se encontra na pixtinha e quer achar uma tampa pra sua panela, hoje é dia de Sto Antônio. Tratem de levar pão pro santo, viu? Poderoso que só ele…

Enquanto separo as fotos e monto o post contando o que  fiz de ALUCINANTE na última segunda, tem montagem com look do dia pra vcs…. ( já cansei da foto da Givenchy verde hahahaa)

Camisa estampa pássaros: Zara

Bag: Balenciaga

Flat: Chanel

Revendo conceitos….

Trator Lamborghini _ HA-HA-HA

The New Black

E o ano finalmente começa…

Deus é brasileiro, gosta de carnaval e nada acontece nesse país antes da quarta-feira de cinzas. Não tem o que fazer, é aceitar o fato e pronto.

Saudade do tempo em que eu decidia ficar quieta e cumpria a promessa, sem hesitar. Esse ano cumpri, mas sofri. Não existe nada mais comburente pra inveja alheia do que as mídias sociais hahahah. Hugo Gloss esteve em todos os points carnavalescos nos últimos 5 dias # e eu no sofá, acompanhando e quase chorando. Até a JLO sapucou…. ai sou fã!!! Num lapso cigano, cogitei ERREJOTA. Entrei num acordo com minha consciência e abortei a missão. Foquei no que dava pra fazer aqui (o que, lembrando, eu já tinha me proposto a ) e esperei o tempo passar… Já pode comprar ovo de páscoa?

Ahhhhhhh, tenho uma novidade: agora quem quiser pode me seguir no Instagram – tchelamariani. Meu blackberry morreu e perdi toda a agenda. Como não dava pra piorar, aderi ao gadget que há tempos paquerava, o Iphone. Faltava coragem pra perder tudo e envolver-me amorosamente com o microchip.

Acho que é isso, ou quase isso.

mega beijo pra todas :)

new year’s resolutions ?

A bolsa funerária quase perfeita

Numa das deliciosas viagens que fiz à NYC, cismei que precisava de uma bolsa caramelo. Mulher é assim, cisma e a coisa vira uma saga. Tinha de ser “o caramelo” e verniz não ia rolar. Resisto ao verniz nas bolsas, não sei pq. Acho pesado, “invernístico” e Ribeirão é quente o ano todo. Andei, andei, andei. Achei uma 2.55 de lambskin (# couro de carneiro jovem, aquela mais lisinha meninas) off-white. Não rolava. Era uma COISA DE LINDA, mas eu teria de mudar pro Alaska (# terra vermelha + bolsa clara não vão bem). Finalmente encontrei o que queria: uma downtown YSL que não era nem craquelada e nem envernizada. Uhulllllllllllllllll!!! O couro era lindo – cor, textura, tudo. Era ela!!! Como nada é perfeito, o tamanho era problema. A bolsa era KINDA BIG. Não sei vocês, mas não gosto de BOLSA FUNERÁRIA, dessas que cabem um cadáver (# but Goyard, pq daí é sacola, outra história).  Decidi ficar com ela, mesmo sabendo que não era pra uso diário –  de vez em quando iria cair como uma luva. Paguei, peguei meu MEGA embrulho pra presente (# yeahhh – quando me dou presentes mando embrulhar, biensur) e corri pro Leather Spa. Pq? Bolsa clara mancha com chuva, água. Era hora de impermeabilizá-la. Pós leather spa, hotel. Cheguei no Brasil e guardei a coitada da bolsa no armário. Era muito apego, Jesus. Muito tempo passou (2 anos acho) e decidi tirá-la da prateleira alta do closet. Perdi o medo de sujar, estragar e agora virou pau pra toda obra. O look das fotos abaixo é nada ousado, nada fashionista. É look de dia em que se acorda com pressa, atrasada. Vale pela bolsa, que é DEUSAAAA. E o tanto que adoro essa parede mega antiga ao fundo? Não resisti. Para as curiosaxxxxxx, data de 1961.

***Dica:  não economizem as roupas novas. A moda muda e sua saia querida fica ultrapassada e…. NOVA :(  Minha mãe super pega no meu pé com isso. Bolsa até ok, é mais atemporal. Roupa não pode. Comprou, começa usar. Tenho 200% de certeza que na próxima coleção você vai arrematar  coisas novas.

JEANS: J BRAND (modelo lovestory)

CAMISA: Paula Cahen D’Anvers

BOLSA: YSL (giant downtown)